Mirtes

As pessoas que por ali passam
Não notam os olhares.
Os olhares sem esperança,
tanto da menina que dança
ou da moça a chorar.

A esperança de algo mudar
dança no olhar
tanto das pessoas que ali vivem
ou que ali morrem.

O tempo passa
nada muda
não chega ajuda.

Mais a esperança ainda dança
no olhar da criança
tanto da menina que dança
ou do menino que canta.
Do velho a morrer
e da criança a nascer.

O tempo passando
nada vai mudando.
E as pessoas
que por lá passam
continuam a não notar.

Isadora Crespo em 04/03/2008 (Minha Sobrinha)


Marcadores: | edit post
Reações: 
0 Responses

Postar um comentário

Gostou do Blog? Deixe um comentário!