Mirtes

Eu percebi que você está se encontrando com alguém novo.
Eu não acredito que ela o conheça tanto quanto eu
Seu lado temperamental mal humorado,
Aquele que você sempre tenta esconder de mim

Mas eu sei quando você tem algo em mente
Você tem tentado me dizer há muito tempo
E antes que você me parta o coração em dois
Há algo que eu venho tentando lhe dizer.

Mas as palavras me atrapalham
Há muitas coisas que eu quero te dizer
Mas elas estão trancadas dentro de mim
E se você olhar nos meus olhos
Nós poderemos nos apaixonar novamente
Eu não vou nem começar a chorar,
E antes de dizermos adeus
Eu tentei dizer "eu te amo"
Mas as palavras me atrapalham

O seu coração tem sido sempre uma porta aberta
Mas amor, eu nem o conheço mais
E apesar disto me magoar
Eu sei que é chegada a hora de te libertar

Gloria Estefan
Mirtes

A lua, pacatamente, de ti me roubou,
O sol, sorrateiramente, de ti me furtou,
A estrela polar, brilhantemente, de ti me afastou,
E ninguém, na pureza do nosso amor, pensou.
Estive de ti ausente, tão dependente, tão carente!
Longe do teu afectuoso e cúmplice olhar,
Afastada da tua boca de mel, para beijar,
E, esperando, febrilmente, o nosso reencontrar.
O dia era longo, lastimado, saudoso,
À noite, mais negra, que a temível escuridão,
Enebriava-me de sofridos tormentos, gritantes,
Embrulhava-me em frios lamentos, torturantes,
Embriagava-me em virtuais escritos expectantes,
E chorava, com dor, as saudades sufocantes.
Todos os dias te desejava, loucamente,
Todos os instantes foram muitos, certamente,
Nesta dura e difícil prova de afastamento,
Neste incomensurável e desmedido tempo,
Nesta viagem temida e sofrida do pensamento,
E, nesta longa espera, para o nosso sentimento.
Quero a festa do regresso longa, e sem gente,
Quero o sabor do começo, dócil e temente,
Quero eclipsar-me na tua boca, num beijo,
Ambiciono a tua alma na minha misturada,
Quero o teu ventre, de âmbar, no meu saciado,
Aspiro o teu solidário peito, ao meu devotado,
E, exijo, o teu corpo inteiro, no meu ancorado.
Estamos, de novo juntos, do mesmo jeito,
O mundo já tem cor, luz e bondade,
A vida é um mar imenso de verdade,
A nossa boca, uma roseiral de felicidade,
O nosso rosto, um espelho real de vontade,
O coração, pulsando, desenfreado, no peito,
E, no nosso corpo, a aceitação da eternidade.

Autora: LUZ

Fonte Imagem: kixiki.xpg.com.br
Mirtes

No silêncio da noite vazia
Teu amor voraz
Enlouquece o balanço das horas
Querendo mais
Derramando a lua da praia
Sobre meu lençol
E é por isso que eu nunca te espero
Sob a luz do sol
Em meus sonhos eu sempre te vejo
Devorando-me
Arrastada por esse desejo
Vou até o fim
Nessa hora ninguém como tu
Que me ama com a fome do amor
Que aquece meu nome
Beijando meu corpo
Que cai num abismo maior
Devora-me outra vez
Me abraça me toca e machuca
Me leva até onde eu nem sei
Devora-me outra vez
Me castiga com os teus desejos
Que esse amor eu guardei só pra ti
No silencio da noite vazia
Teu amor me devora a vida!

Composição: P. Hernandez - Versão: Fausto Nilo

Fonte Imagem: mundodossonhos.blogs.sapo.pt
Mirtes

Eu chorei uma lágrima,
você enxugou-a.
Eu estava confusa,
você clareou minha mente.
Eu vendi minha alma,
você comprou-a de volta para mim
E me apoiou
Me deu dignidade.
De algum modo você precisou de mim.

Você me deu força
Para me manter sozinha novamente,
Para enfrentar o mundo
Por conta própria novamente.
Você me colocou no alto
Sobre um pedestal,
Tão alto que eu quase podia ver a eternidade.

E eu não consigo acreditar que é você,
Não consigo acreditar que é verdade,
Eu precisei de você
E você estava lá.
E eu nunca partirei, por que eu devia partir?
Eu seria uma tola.
Pois eu finalmente encontrei alguém que realmente se importa.

Você segurou minha mão
Quando ela estava fria,
Quando eu estava perdida
Você me levou para casa.
Você me deu esperança
Quando eu estava no fim
E transformou minhas mentiras
m verdade novamente.
Você até mesmo me chamou de amiga...

Composição: Ronan

Fonte Imagem: marciacarlos.blogspot.com
Mirtes

Corro contra o tempo
Prá te ver
Eu vivo louco
Por querer você
Morro de saudade
A culpa é sua...
Bares, ruas, estradas
Desertos, luas
Que atravesso
Em noites nuas
Só me levam
Prá onde está você...
O vento que sopra
Meu rosto cega
Só o seu calor me leva
Numa estrêla
Prá lembrança sua...
O que sou?
Onde vou?
Tudo em vão!
Tempo de silêncio
E solidão...
O mundo gira sempre
Em seu sentido
Tem a cor
Do seu vestido azul
Todo atalho finda
Em seu sorriso nú...
Na madrugada
Uma balada soul
Um som assim
Meio que rock in roll
Só me serve
Prá lembrar você...
Qualquer canção
Que eu faça
Tem sua cara
Rima rica, jóia rara
Tempestade louca
No Saara....

Vander Lee

Fonte Imagem:
pensamentosdeumabananatransgenica.blogspo
Mirtes

Sinto a leveza e a pureza da tua alma,
Percorrendo a minha, com ternura,
Deixando em mim, a elevação da bondade,
Deixando em mim a calmaria, a bonança,
E a sensação, a certeza de paz interior, que me descansa.
Sinto a leveza e a pureza da tua alma,
Percorrendo os meus sentidos exaltados,
Deixando em mim o sossego, para os meus cansaços,
Deixando em mim clarões divinos, abençoados,
E a beleza alva de um espírito límpido, alcançado.
Sinto a leveza e a pureza da tua alma,
Que me dá força necessária, para continuar,
Que me dá força suficiente, para lutar,
Contra os desencontros da turbulenta vida,
E contra as amarguras e os desalentos, sem medida.
Tu, ser sublime de puro encanto,
Tu, realidade única, simples, mágica,
Tu, meu adorável malmequer branco.

Autora: LUZ

Fontes:
afectosecumplicidades.blogspot.com/Poema
sarrabeca.blog.com/Imagem
Marcadores: 4 comentários | Links para esta postagem | edit post
Reações: 
Mirtes

E então é isso
como você disse que seria
A vida corre fácil pra mim
A maioria das vezes
E então é isso
A história mais curta
Sem amor, sem glória
Sem herói no céu dela

Não consigo tirar meus olhos de você

E então é isso
Como você falou que deveria ser
Nós dois esqueceremos a brisa
A maioria das vezes
E então é isso
A água gelada
A filha do vento
A aluna rejeitada

Não consigo tirar meus olhos de você

Eu disse que te detesto?
Eu disse que quero deixar
Tudo para trás?

Não consigo parar de pensar em você
Meus pensamentos...Meus pensamentos...
Até conhecer uma nova pessoa.

Damien Rice

Fontes:
www.letras.terra.com.br
armazemdapoesia.blogspot.com/Imagem