Mirtes

A lua, pacatamente, de ti me roubou,
O sol, sorrateiramente, de ti me furtou,
A estrela polar, brilhantemente, de ti me afastou,
E ninguém, na pureza do nosso amor, pensou.
Estive de ti ausente, tão dependente, tão carente!
Longe do teu afectuoso e cúmplice olhar,
Afastada da tua boca de mel, para beijar,
E, esperando, febrilmente, o nosso reencontrar.
O dia era longo, lastimado, saudoso,
À noite, mais negra, que a temível escuridão,
Enebriava-me de sofridos tormentos, gritantes,
Embrulhava-me em frios lamentos, torturantes,
Embriagava-me em virtuais escritos expectantes,
E chorava, com dor, as saudades sufocantes.
Todos os dias te desejava, loucamente,
Todos os instantes foram muitos, certamente,
Nesta dura e difícil prova de afastamento,
Neste incomensurável e desmedido tempo,
Nesta viagem temida e sofrida do pensamento,
E, nesta longa espera, para o nosso sentimento.
Quero a festa do regresso longa, e sem gente,
Quero o sabor do começo, dócil e temente,
Quero eclipsar-me na tua boca, num beijo,
Ambiciono a tua alma na minha misturada,
Quero o teu ventre, de âmbar, no meu saciado,
Aspiro o teu solidário peito, ao meu devotado,
E, exijo, o teu corpo inteiro, no meu ancorado.
Estamos, de novo juntos, do mesmo jeito,
O mundo já tem cor, luz e bondade,
A vida é um mar imenso de verdade,
A nossa boca, uma roseiral de felicidade,
O nosso rosto, um espelho real de vontade,
O coração, pulsando, desenfreado, no peito,
E, no nosso corpo, a aceitação da eternidade.

Autora: LUZ

Fonte Imagem: kixiki.xpg.com.br
Marcadores: | edit post
Reações: 
2 Responses
  1. LUZ Says:

    Olá querida Mirtes,

    Como vai?
    Fez muito bem "roubar" a poesia à menina luz. Ela tem tantas, que não custa nada dar algumas.

    Beijinhos de luz.


  2. LUZ Says:

    Oi Mirtes,

    Estou de volta.
    Como vai?
    Penso postar amanhã e pode "levar".

    Bjs de luz.


Postar um comentário

Gostou do Blog? Deixe um comentário!